Ollantay e Coyllur

O chefe Ollantay, o valente guerreiro e Titã dos Andes, era o herói legendário de Tauantinsuyo, o chefe militar apaixonado por uma bela princesa, a inalcançável Coyllur, filha do Inca Tupac Yupanqui. A princesa Coyllur (Estrela) também se tinha apaixonado pelo valor e pela beleza de Ollantay, mas sabia que este amor era um romance proibido pela estrita lei do Inca, dado que nunca uma donzela de sangue real, uma filha do Inca, e um Andi, um homem do povo, podiam chegar a celebrar um casamento tão desigual, visto que tal ato seria considerado sacrilégio pelo Uilac-Huma, o sumo sacerdote, e lhes acarretaria o castigo máximo. De maneira que Coyllur foi incluida no templo das Aclla, em Mamacunas, enquanto o ofendido general Ollantay levantou-se em rebeldia contra a crueldade do poder político e religioso e deu início a uma luta épica e desigual, enfrentando o herói o próprio Inca e conseguindo reunir todas as virtudes totêmicas sob a sua espada. Assim Ollantay se move com a elasticidade da serpente, atua com a astúcia do raposo, chega até onde só o faz o condor, é tão corajoso como o jaguar e tão duro como as montanhas dos Andes. O guerreiro e a princesa vêem-se recompensados com o nascimento de um filho, de Ima Sumac, o muito belo, e já termina o drama de amores para dar início ao final feliz do triunfo dos humanos sobre o poder incontestável dos incas. Com a luta do pai Ollantay e a entrega apaixonada pela princesa Coyllur, o povo que vive afastado do mundo fechado do Inca, pode aspirar a ser parte da história da qual só foi súdito e cúmplice, mas já não restava muito tempo para que se pudesse transmitir o tesouro da cultura inca do palácio às ruas.




(Ollantay)

6 comentários:

Cynthia disse...

Oi Lara, vou colocar seu blog na visualização do meu, legal as pessoas conhecerem seu blog. Legal seu trabalho, estou estudando Mitologia atualmente. Abraço Cynthia.

Jourdan disse...

muito obrigado, tudo o que eu precisava era desse blog parabensss....

Jourdan disse...

Ja estou seguindo o blog,,,8) muito massa...

Anônimo disse...

A sua história não está totalmente correta. A real é q Coyllur, a mais bela, era filha de Uilac-Huma, q convenceu o pai (Pachacútec) do imperador Tupac Yupanqui a assumir a paternidade dizendo q o espírito protetor da região queria q a mesma desposasse o filho do imperador (Tupac Yupanqui). Para isto acontecer e torná-la nobre, eles criaram esta estória dela ser filha do imperador, já q assim ela não seria mais plebéia e poderia desposá-lo (era muito comum, e inclusive indicado, o casamento ente irmãos e familiares nesta época e "casta"). Uilac-Huma fez isso pq queria mais poder, e entendia q tendo sua filha casada com o futuro imperador, o teria. Ollantay, o titã dos andes e Coyllur, a mais bela, se revoltaram contra isto.

Ronnie Aldrin disse...

Ima Sumac era menina, e não menino.
Parabéns pelo blog!

Lara disse...

Obrigada pela participação. Vou verificar o que falar e fazer as correções necessárias.
Abraços.