Religião Fenícia por Ras Shamra


Os deuses descritos nesse achado arqueológico versam principalmente sobre a antiga cidade de Ugarit. Através dos textos de Ras Shanra encontramos na origem do panteão fenício os deuses característicos dos asiânicos que precederam na Fenícia, como no resto da Ásia Ocidental, a chegada dos semitas.

No cimo deste panteão está El-Dagon que possui atribuições de presidir o curso dos rios e anunciar as chuvas. Em segundo lugar, temos o deus Baal, cujo nome significa o senhor ou mestre, é um deus determinado, das alturas, da tempestade, do raio e também das chuvas, tanto as benfazejas como as devastadoras. Aliyan, filho de Baal, regia as fontes subterrâneas e os cursos d’água. Anat, virgem guerreira era irmã de Aliyan. Mot, senhor do sol do meio-dia, era destruidor de toda a vegetação e deus dos infernos.

Nenhum comentário: