A Fenícia

A Fenícia localizava-se em uma estreita faixa de terra limitada ao norte pelo Golfo de Issus, ao sul pelo monte Carmelo, a leste pelo Mediterrâneo e a oeste pela cadeia do Líbano. As ruínas fenícias mais antigas datam do século VII a.C.

Os fenícios faziam parte de uma vaga de povos semitas que se estabeleceram progressivamente em Canaã. Deve-se ressaltar que se produziu uma fusão do elemento semítico e outros povos racialmente diversos como os egípcios, asiânicos, egeus e outros elementos autóctones. Os próprios fenícios intitulavam-se cananeus e até suas colônias como o Cartago, se designavam assim, ainda na época de S. Agostinho.

A Fenícia era constituída de aproximadamente 25 cidades sendo Sídon, Tiro, Ugarit e Biblos as mais conhecidas.


A população das cidades era constituída em grande parte, de numeroso proletariado urbano que se dedicavam à diversas ocupações industriais. Em algumas cidades fenícias encontraremos colônias estrangeiras. Marinheiros e mercadores, que percorriam mares e terras distantes, completavam o cosmopolitismo dos portos fenícios. A população rural vivia sob rigorosa opressão e tinham de entregar ao Estado a quarta parte de seus produtos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada, ajudou em meu trabalho (:

? disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Coitada da população rural, tinha que entregar ao estado 25% (1/4) de sua produção!!!! Aqui hoje é bem melhor, o leão toma "só" 33% ou 1/3 da sua produção!