Os Druidas

Os druidas segundo as investigações mais dignas de crédito, já na época neolítica tinham adquirido grande importância e tradição entre os irlandeses. Depois passariam das Ilhas Britânicas, para o território galo, onde, junto com os cavaleiros, se converteriam numa das classes sociais mais influentes e poderosas daqueles tempos. Também houve outras associações que se ocupavam da interpretação taumatúrgica daqueles fatos para os quais não se encontrava explicação racional; por exemplo, os bardos. Existiam sacerdotisas e magas que praticavam a arte da feiticeira e desenvolviam poderes poucos comuns.

Os Druidas realizavam os sacrifícios às diversas deidades e também eles resolviam as diferentes controvérsias entre cidadãos ou grupos sociais. Todos estavam obrigados a cumprir o castigo imposto pelos druidas e acatar a sentença por eles ditada, caso contrário, eram excomungados e separados dos seus.

Tinham também um poder mágico como curandeiros e curadores de doenças da mente e do corpo. Conheciam as propriedades de diversas plantas e utilizavam, além disso, para os seus salmos e sortilégios, couraças de ouriços fossilizados, coisa similar ao que, entre a população oriental, sucedia com as marcas das couraças das tartarugas quebradas pelo fogo, que depois eram objeto de interpretação mágica.

Eram considerados magos e adivinhos. Existia a crença cosmológica de que eles haviam criado o espaço imenso e os mares e oceanos, que fariam possível o nascimento dos próprios deuses. O nosso mundo pereceria, na opinião dos druidas, pela água e pelo fogo.



Os druidas também ensinavam a doutrina da metempsicose, ou transmigração das almas, pois acreditavam na reencarnação. Só os druidas sabiam interpretar as inscrições lapidárias dos "oghams", espécie de mensagens gravadas nas pedras dos recintos funerários que aludiam à vida no outro mundo.

Jovens seletos eram recrutados para formar a sociedade druídica. Permaneciam durante vinte anos aprendendo todas as técnicas necessárias para depois serem capazes de interpretar e memorizar textos sagrados. Toda a tradição herdada dos antepassados era de viva voz. Tinham que chegar a dominar a astrologia, a adivinhação, a história e a teologia; o seu conhecimento dos fenômenos naturais e da natureza em si.

2 comentários:

OMShiva disse...

'perfeito!!!!

Jourdan disse...

lindo kkkkk muito massa