O Sol e a Lua

Tanto o Sol como a Lua eram astros considerados como personificações de certas deidades. E não só os imperadores e a classe poderosa, mas também o povo apoiavam o culto às luminárias; pelo qual a veneração à Lua e ao Sol ficava convertida, ao mesmo tempo, em culto oficial e popular.

Eram ofereciam sacrifícios aos citados astros de acordo com o calendário. Os anos ímpares estavam consagrados ao Sol e os anos pares à Lua.

Ambas as luminárias apareciam também relacionadas com os dois princípios essenciais. O Sol era princípio ativo e, portanto, era associado com o "Yang"; ao passo que a Lua era princípio passivo, pelo qual aparecia sempre relacionada com o "Yin". Concebia-se a eternidade como um círculo que carecia de um princípio e que não tinha fim. O "Yang" e o "Yin" estavam dentro dela, como duas forças que se necessitam mutuamente e, pelo mesmo motivo, em vez de opor-se, se complementam.



.

2 comentários:

Anônimo disse...

muito legal o mito que voce colocou na internet adorei demais.
mais posso te dar uma dica?coloque mais e alguns bem interessantes ,mitos de varias idades e ai sim voce vai ver o site bombar na net.
pensa com bastante carinho,pois se eu gostei varias pessoas tambem irao gostar.
beijos de uma pessoa que adorou muito o seu blog e o seu mito colocado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Lara disse...

Obrigada... vou pensar com carinho sim e desculpa demorar para responder, mas a correria do dia-a-dia é grande.
Abraços e obrigada pela participação.