O Senhor do Céu

Segundo a mitologia chinesa há uma deidade superior, criadora do mundo e de tudo que existe, rei dos mortais e dos outros deuses. Recebe o nome genérico de "Venerável Celeste da Origem Primeira" que delegou todo o seu poder a um dos seus discípulos, o segundo dos três deuses - denominados os "Três Puros" - que compõem a trindade chinesa. O nome deste deus, que realiza a pesada tarefa que lhe encomendou o seu mestre, é "Senhor do céu". E chegará um dia em que também ele deixará que o seu sucessor leve a cabo o trabalho de ordenar e governar o universo inteiro. É um deus que se evoca pelo nome de "Venerável Celeste da Aurora".

Para levar a cabo a sua tarefa o Senhor do Céu conta com a ajuda de outras deidades afins. Deuses e deusas que realizavam muitas funções diferentes, desde afastar os maus espíritos até a predição de bons ou maus casamentos.

Todos os desejos e necessidades dos humanos ficavam satisfeitos assim que estes invocavam o deus apropriado. Por tudo isso, o número de deuses familiares era considerável. Mas não só cada casa, como também os bairros, as cidades e territórios contavam com os seus deuses protetores. As próprias deidades se ocupavam de que tudo funcionasse perfeitamente; e assim os deuses do lugar guardavam a terra, a rua, a casa e todos os seus moradores.
Em todos os lares havia uma imagem do "Deus do lar" que, geralmente, aparecia sob a figura de um ancião com barba branca. Junto ao ancião estava sua esposa, rodeada de animais domésticos, tais como porcos, galinhas, cães, cavalos, etc., simbolizando a fertilidade e o alimento.
.

Nenhum comentário: