Yoga

O Yoga ou a “prática da concentração introvertida” é, em seu modelo clássico, atribuída a Patanjali através de sua obra Yoga-Sutra de quatro volumes.

Os primeiros três volumes datam do século II a.C., sendo que o último é aproximadamente do século V d.C.. O Yoga-Sutra com seu antigo comentário Yoga-Bhãsya são considerados as mais notáveis obras da literatura universal.

Patanjali é uma figura lendária e cercada por controvérsias, pouco ou quase nada sabemos sobre ele. Em uma das diversas lendas que envolvem seu nome é tido como a encarnação do deus serpente “Sesa”, que contorna e sustenta o universo sob a forma de oceano cósmico.

Os eruditos o situam no século II a.C..

(representação do Patanjali)


O Yoga de Patanjali ou Yoga clássico assume toda a conceituação Samkya a cerca da existência. É um sistema prático que visa através de diferentes técnicas, disciplinar e controlar a mente, conduzindo o yogue ao silêncio mental ou isolamento (kaivalya) e assim chegar ao homem interno, o observador divino.

O Yoga e ramificações

Existem inúmeros tipos de yoga que estão associadas a outras escolas de pensamento hinduístas, porém em sua maioria o objetivo mantém-se o mesmo: usar técnicas e práticas que conduzam o homem além do estado comum e físico de sua existência através da expansão de consciência.


.

Nenhum comentário: